Migrar de Linux para Mac pode ser uma aventura.
posts recentes

um problema de teclado...

1 Ano depois...

Chegou!

Recolha de informações

Preocupações com a migraç...

Início, begin, anfang, de...

subscrever feeds
arquivos

Agosto 2010

Junho 2010

Abril 2009

Dezembro 2008

botões/métricas
Publicidade
Sexta-feira, 6 de Agosto de 2010
um problema de teclado...

Desta vez venho reportar um problema que ainda não consegui resolver.

Uso o synergy para usar um só teclado (e rato) e poder aceder quer ao MacBook quer ao PC.

Funcionava tudo bem. Arrastava-se o rato para "fora" da janela, e ei-lo que aparece na outra janela.

Havia (e há) um pequeno problema com os buffers que tornam o cut'n paste numa tarefa um pouco mais complicada, mas fora isso sempre usei sem problemas. Até que, com um qualquer upgrade, não sei se ao MacBook, se ao Kubuntu, a coisa deixou de funcionar.

Quer dizer, funciona, mas com o teclado errado.

No Mac tenho o teclado português, e quando mudo para o PC fico com o teclado inglês. Até sei onde estão a maioria das teclas, mas é sempre chato, especialmente quando preciso de um qualquer caracter que não uso tanto e lá tenho eu de andar à cata dele...

 

publicado por AReis às 00:28
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 19 de Junho de 2010
1 Ano depois...

Ao fim de mais de um ano, lá me lembrei de actualizar isto....

A experiência tem sido francamente muito boa. O "bicho" porta-se muito bem, e apenas gostaria de ter 4 GB de RAM em vez dos 2 GB que tem. Quando tenho várias aplicações abertas nota-se a diferença. Na verdade esse é um dos pontos onde se nota a diferença no MAC OSX, no número de aplicações que tenho abertas.

No windows, sempre me restringi às essenciais, e no Linux também, embora neste último já se notava que geria melhor a memória, permitindo abrir mais aplicações.

No Mac, o acto de clickar para fechar a janela, faz exactamente isso, fecha a janela, mas não a aplicação. Ao início estranha-se, mas assim é que deveria ser.

 

Tenho uma pequena queixa quanto ao teclado... Faltam lá os símbolos dos caracteres "extra". aqueles que no PC se escrevem com recurso à tecla de ALT. Curiosamente, as teclas 2 e 3 têm lá marcados esses símbolos, e acedem-se tal como no PC, carregando na tecla de ALT e na tecla desejada ao mesmo tempo. O problema é com as teclas de parêntesis rectos '[', ']', e com as de chavetas '{', '}'. Essas não aparecem marcadas no teclado, é preciso procurá-las... Os parêntesis rectos são fáceis. Também se conseguem com a tecla de ALT, mas as chavetas deram-me algum trabalho. Acabei por perguntar a um colega que me recomendou que alterasse o mapa do teclado...

Bolas, não deveria ser preciso tanto. Acabei por descobri-las... Tinha de usar SHIFT ALT e as teclas 8 e 9...

Reconheço que as chavetas não serão das teclas mais usadas, mas no meu caso acabo por lhes dar bastante uso. Qualquer pessoa que mexa em código, seja Perl, PHP, ou C, ou outras coisas dá muito uso às chavetas...

 

Não gosto muito do mail.app, que volta e meia empanca... mas de resto as aplicações que vêm de origem são muito boas.

Depois, instalei umas quantas. As que me lembro assim de cor, olhando para a taskbar, são o Firefox (com firebug e yslow) e o Chrome, o Tweetdeck, o Adium,  VLC e Keynote, Dropbox, e The Gimp. Tudo free, tudo a funcionar às mil maravilhas. Tenho algumas apps freeware limitadas no tempo, e há uma ou duas que poderei vir a comprar. É o caso do The Hit List, e do Textmate...

 

Como disse, a experiência tem sido muito boa, e das poucas vezes que tive "entalado" foi geralmente, porque estava a querer complicar. O Mac funciona de forma muito intuitiva, e tem geralmente uma maneira fácil de fazer aquilo que queremos...

 

Recomendo vivamente :)

publicado por AReis às 22:54
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 25 de Abril de 2009
Chegou!

Hehe... já chegou.

 

Já andei a brincar com o bicharoco...

Primeiras impressões: Uma mistura de "Isto é muita giro" com "Porque raio me meti nisto?" :)

 

É bastante fácil de usar, mas ainda me estou a habituar. Vou sempre ao canto direito para fechar a aplicação :) 

Para já não tenho tido problemas de maior. Ainda não consegui importar o mail (do thunderbird)

mas vou voltar à carga.

 

AR

publicado por AReis às 15:37
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2008
Recolha de informações

Tenho andado a tentar saber mais umas coisas sobre o novo MacBook.

Ainda não sei quando chegará o meu, mas vou-me preparando psicologicamente.

 

Encontrei uma review da Ars Technica sobre o novo MacBook, e tem lá algumas coisas interessantes. É virado para o hardware, mas já lá aprendi alguma coisa.

 

Entretanto já me fizeram várias ofertas de ajuda. "Se precisares a gente ajuda". Eu, obviamente agradeço, mas fica uma questão no ar. Então um dos pontos fortes do Mac OS, não era precisamente a facilidade de uso?

 

AR

publicado por AReis às 02:22
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 8 de Dezembro de 2008
Preocupações com a migração de linux para mac

Tenho estado a pensar em qual será a melhor maneira de migrar de linux para mac.

Como ainda tenho algum tempo, decidi preparar a migração com algum cuidado.

 

* Uma das minhas preocupações é o mail. quando migrar para mac, vou obviamente querer ter acesso ao meu mail. Penso aproveitar a oportunidade para passar a usar exclusivamente IMAP. Quer isso dizer que vou ter de encontrar uma forma de ler o meu mail antigo que está no meu PC linux, lido por POP3.

 

* Outra coisa essencial tem a ver com acesso de consola via ssh aos sistemas linux que administro. Vou precisar de uma aplicação de consola, que leia a minha chave RSA e que me permita fazer login nos sistemas. Não sei como se chama a aplicação que faz de ssh-agent no mac.

 

* Configurar VPN. Outra questão importante. Quase todos os meus acessos são feitos via VPN. Não faço ideia como se configura uma VPN no mac.

 

* Remote Desktop? Tenho a certeza que o mac tem uma aplicação que me permite acede à consola dos (poucos) sistemas windows em que tenho de entrar.

 

O resto deve ser uma questão de habituação. precisarei de me habituar à interface do mac (já ouvi dizer bem e já ouvi dizer mal), de me habituar ao finder, e mais preocupante para mim, de perceber onde estão as configurações das coisas.

Enfim, migrar de linux para mac promete ser uma aventura.

Não percam os próximos capítulos.

 

AR

publicado por AReis às 23:46
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 7 de Dezembro de 2008
Início, begin, anfang, debut - O que interessa é começar

Já uso linux desde os tempos do Slackware 1.0. O CD ainda não se tinha massificado, e a instalação era feita via disquetes. Alguém se recorda do rawrite? Na altura não havia internet como hoje a conhecemos. A internet da altura era constituída por email, ftp, news, e pouco mais. Ter uma máquina linux com um modem era algo raro, e motivo de orgulho.
No entanto, como PC de trabalho, usei muito tempo sistemas operativos da Microsoft. Primeiro com o MS-DOS 3.11 (creio que ainda usei um 2.xx, mas não me recordo da versão) para correr coisas como o Lotus 123, Wordstar, Dbase e outras coisas arcaicas.
Mais tarde corri as primeiras versões de Windows. Lembro-me que tinham uns ícones enormes, e que nas placas CGA ficavam horríveis.


No entanto, nunca trabalhei exclusivamente com sistemas Windows. Comecei a administrar sistemas VAX que corriam VMS, e usava exclusivamente linha de comando. O PC servia para aceder ao sistema com um emulador, e para funções secundárias, como produzir relatórios, ou compilar uns dados numa folha de cálculo.
A partir de determinada altura, passei a administrar sistemas linux. Lembro-me de ler imensos "how-to"'s e acho que ainda lá tenho alguns que imprimi.
Isto sempre usando o Windows como sistema principal no(s) meu(s) PC(s). O linux estava lá mas era numa segunda partição.
Recentemente, porém, há coisa de 3 ou 4 anos resolvi virar as coisas. Passei a usar linux como sistema principal. Ainda tive o Windows em dualboot, mas acabei por apagá-lo mesmo.
Tive de me habituar a algumas (poucas) coisas novas, mas não notei um impacto por aí além.
Neste momento já não sei "mexer" no Windows. Nunca usei o Vista. Acho que deixei de usar Windows por alturas do Service Pack 2. Esse nunca o instalei.

 

E Macs?
Bem, o primeiro mac que eu vi, foi em 1986. Era o Apple Macintosh Plus. Era lindo. Eu só usava uns terminais VT220, monocromáticos, e era tudo feito via linha de comando. O Mac tinha também o primeiro rato que eu vi. Já tinha visto disquetes de 5,¼ polegadas em PC's mas o Mac tinha disquetes de 3.5 polegadas! E onde está a alavanca para trancar a disquete? Bolas! E como se tira a disquete para fora?


Nunca tive um Mac. Sempre os achei bonitos, mas não eram bem para mim. O preço elevado também não ajudava nada a convencer-me. Para o trabalho que eu fazia um PC era mais indicado. Mas como disse, sempre tive uma grande admiração pelos Macs. Recentemente, há coisa de um ano para cá, comecei a pensar em comprar um Mac. Tenho colegas no trabalho que usam Macs. Vejo-os-os a trabalhar, e já não me parece tão diferente assim.
Entretanto fui usando várias distribuições de linux, principalmente RedHat (antes do fedora) e kubuntu desde a versão 5.10. Imagino que a transição de Windows para linux seja mais difícil do que a de linux para Mac OS.

Na empresa onde trabalho temos alguma liberdade para escolher o PC de trabalho.
Perdi a cabeça. Pedi um Macbook.

 

Ainda não chegou, mas já me comecei a preparar psicologicamente :)

E vai daí, lembrei-me de criar este blog para ir relatando a experiência.

 

AR

sinto-me: saudosista e noob
publicado por AReis às 17:36
link do post | comentar | favorito
|
Publicidade
pesquisar
 
tags

todas as tags

Publicidade


IPhone-like Bloglog :)